SER MÃE ME FEZ UMA PESSOA MELHOR!

0

Ser mãe me fez uma pessoa melhor, muito melhor! Parece clichê, mas é verdade! Já estou na pós graduação nesta área e quem sabe um dia eu faça mestrado, doutorado (na fase dos 0 aos 4 anos por enquanto). Mas até agora, olha só o tanto de coisas que aprendi:

– Dar valor para pequenas coisas, como uma florzinha, banho de chuva ou bolinha de sabão;
– Que a louça e roupa suja podem ficar pra depois;
– Que não tem o menor problema uma visita encontrar a casa bagunçada ou sem varrer;
– Que quando se tem mais de um filho, podemos demontrar o amor de formas diferentes, mas na mesma intensidade;
– Que banho de chuva faz bem e não mal;
– Que o meu exemplo vale mais do que mil palavras;
– Que elogios para bons comportamentos surtem mais efeito do que críticas para maus comportamentos;
– Aprendi a comprar e comer mais frutas;
– Aprendi a beber mais água;
– Aproveitar cada minuto como se fosse o último, pois como diz meu avô: “A vida passou num piscar de olhos”;
– Que brincar com meus filhos, dando à eles total atenção, surte mais efeito positivo em seu emocional do que levá-los a um super-parque ou comprar um brinquedo novo;
– Que o hábito alimentar de uma pessoa é formado nos primeiros anos de vida;
– Que é muito divertido dançar músicas infantis como se eu fosse criança;
– Que amizades influenciam sim, desde pequenos, mas se a educação dentro de casa for boa, é muito fácil “desenfluenciar”;
– Que fazer as refeições em família faz muito bem pra saúde física e emocional da criança (e dos adultos também!);
– Que preciso curtir intensamente os brinquedos espalhados pela casa e os milhares de desenhos enigmáticos que ganho todos os dias;
– Aprendi a tirar fotos de tudo e de todos;
– Que um “não” pode demonstrar muito mais amor do que um “sim”;
– Que precisamos estabelecer prioridades todos os dias, e o que não der pra ser feito hoje, pode ficar pra amanhã;
– Que quem faz os filhos, somo nós, pais;
– Que é delicioso entrar no mundo da fantasia;
– Que precisamos separar um momento só nosso durante o dia, pra fazer exclusivamente o que gostamos (no meu caso, é tomar um cafezinho e ler enquanto as crianças dormem);
– Que não precisamos de muito dinheiro para se divertir em família, aliás, podemos nos divertir sem dinheiro nenhum;
– Que não tem problema usar a mesma roupa por 2 dias seguidos;
– Que tarefas difíceis e chatas, podem se tornar divertidas, se usarmos a criatividade;
– Que latas, potes e caixas podem virar brinquedos super divertidos! E melhor, não custam nada!;
– Que a criança precisa da sua atenção exclusiva, sem tv, rádio ou internet por perto, pelo menos 1 vez ao dia. Ela sabe muito bem se você está realmente ali pensando só nela e não tem dinheiro nenhum que pague este momento;
– Que quando nos tornamos mãe, sem saber, estamos cursando medicina e farmácia.
– Aprendi a valorizar os meus pais e tudo o que fizeram por nós;
– Que deixar minha casa organizada (o que não quer dizer sempre arrumada), economiza tempo;
– Que talo de couve pode dar uma ótima farofa, casca de banana um ótimo bolo e um resto de carne ou frango do almoço, pode virar um belo mexidinho com ovos para o jantar;
– Que ensinar seu filho a comer de tudo (inclusive essas coisas acima), o previne para tempos de “vacas magras” e também para comer o que tiver no prato na casa de outras pessoas, inclusive as que estão vivendo esse tempo, sem fazer cara feia;
– Que filho + São Paulo = Inalador
– A pensar na possibilidade de se ter um cachorrinho;
– Que acordar de 2h em 2h para amamentar durante 11 meses não mata, mas emagrece;
– Que banho com brinquedos são muito mais divertidos;
– Que quando nos tornamos mãe, fica muito mais fácil fazer amizade com estranhos;
– Que dá para tomar banho em 3 minutos e meio;
– Que ter um filho vale muito mais do que ter um belo corpo;
– Que posso aprender com os erros dos outros e ensinar com os meus;
– Que é possível não ter nojo de catarro, vômito e cocô (dos meu filhos, é claro!)
– Que em qualquer lugar do mundo, os avós foram feitos para amar seus netos e não para educar. Cobrar isso deles é como exigir que um advogado faça um projeto de uma casa. Ele pode até conseguir, mas com certezá será uma casa perigosa de se morar…
– Que se você ensinar o que é amor para o seu filho, demontrar esse amor e dizer que ele vem do Papai do Céu, a criança aprende rapidinho e logo estará colocando-o em prática. Se quiser saber mais sobre esse amor, veja o que disse Jesus:

” ‘Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma, de todas as suas forças e de todo o seu entendimento’ e ‘Ame o seu próximo como a si mesmo’”.
Disse Jesus: “Faça isso, e viverá”. “E quem é o meu próximo? “Em resposta, disse Jesus: “Um homem descia de Jerusalém para Jericó, quando caiu nas mãos de assaltantes. Estes lhe tiraram as roupas, espancaram-no e se foram, deixando-o quase morto. Aconteceu estar descendo pela mesma estrada um sacerdote. Quando viu o homem, passou pelo outro lado. E assim também um levita; quando chegou ao lugar e o viu, passou pelo outro lado. Mas um samaritano, estando de viagem, chegou onde se encontrava o homem e, quando o viu, teve piedade dele. Aproximou-se, enfaixou-lhe as feridas, derramando nelas vinho e óleo. Depois colocou-o sobre o seu próprio animal, levou-o para uma hospedaria e cuidou dele. No dia seguinte, deu dois denários ao hospedeiro e disse-lhe: ‘Cuide dele. Quando voltar lhe pagarei todas as despesas que você tiver’. “Qual destes três você acha que foi o próximo do homem que caiu nas mãos dos assaltantes? “ “Aquele que teve misericórdia dele”, respondeu o perito na lei. Jesus lhe disse: “Vá e faça o mesmo”.

Enfim, aprendi o que é amor de verdade: Aquele que dá sem esperar nada em troca…

Share.

About Author

Daniela Marques é escritora, esposa e mãe de dois. Formada em Design de Interiores e graduanda em Psicologia. Edita e desenvolve conteúdo para os blogs 'Salve Meu Casamento' e 'Educando na Contramão'. Autora dos livros O coração vermelho, Tem princesa que..., Iguais e diferentes e Quando nasce um coração. Ama o que faz! Conheça também suas obras infantis em: Facebook/DaniMarquesEscritora e @danimarques_escritora