VOLTA ÀS AULAS: LANCHEIRA SAUDÁVEL

0

Esses dias tive o privilégio de participar de um evento organizado pela equipe do Lancheira Saudável, uma turma de profissionais que está empenhada em alertar e inspirar crianças e adultos no que diz respeito a alimentação saudável. Foi um encontro educativo, com informações de fonte segura, dinâmicas, brincadeiras e degustação. Sensacional! Uma forma divertida de desvendar os vilões que estão escondidos atrás das embalagens coloridas e chamativas, inclusive aquelas tidas como saudáveis e naturais, com frases que enganam a qualquer desinformado (como eu): “Livre de gordura trans”; “É assado!”, “Integral”, “Natural” e etc.

Uma das revelações que me deixou chocada foi a respeito do pão integral que, ao contrário do que pensamos, não é a opção mais saudável entre os pães. Para ficar com aquela consistência molinha e saborosa (pois a farinha integral deixa tudo mais seco), a indústria precisa caprichar nas gorduras ruins, que aumentam o nosso colesterol. Dá pra acreditar?

E para nos ajudar a desmascarar os vilões da saúde, a equipe do Lancheira Saudável oferece uma tabelinha simples:

Sugiro que faça um teste. Vá até sua despensa, separe alguns produtos que costuma colocar no lanchinho de seu filho e compare com a tabelinha acima. Lembre-se que os valores descritos estão de acordo com a proporção indicada no topo da tabela: 1 unidade, duas colheres, 5 biscoitos e etc.

Fiquei horrorizada com a quantidade de gorduras ruins, sódio e açúcar que oferecemos diariamente aos nossos filhos. Por exemplo, pegue as referências de um lanchinho preparado com duas bisnaguinha, queijo, peito de peru e chocolate de caixinha. Compare os valores com a tabelinha acima e espere seu queixo cair no chão.

Crie o hábito de observar os ingredientes descritos nas embalagens dos alimentos. Por exemplo, os sucos de caixinha ou em pó, não tem praticamente nada de fruta, mesmo que a foto da embalagem diga o contrário. Ou seja oferecer um suco de caixinha a seu filho pode ser o mesmo que oferecer um copo de água cheinho de açúcar e substâncias artificiais. 

Sinal vermelho também para gordura vegetal hidrogenada. A indústria alimentícia nos trata como verdadeiros ignorantes (para não dizer idiotas). Colocam na embalagem que o produto é livre de gordura trans quando na verdade contém a tal da gordura vegetal hidrogenada, que é praticamente a mesma coisa. As duas, mesmo que em pequenas quantidades, diminuem o bom colesterol e aumentam o ruim. E onde encontramos? Sorvetes, biscoitos, tortas, bolos, salgadinhos de pacote, pipocas de micro-ondas, chocolates, maioneses, molhos de salada, margarinas e a maioria dos alimentos produzidos em fast-foods.

Nitrito e nitrato também são ingredientes perigosíssimos! O consumo desses sais acima do limite permitido pela legislação vigente pode acarretar em sérios riscos a saúde humana. Falando abertamente, são ingredientes cancerígenos! E onde são encontrados? Em carnes processadas como o peito de peru (sim, o peito de peru!), salsichas, linguiças, salames, mortadelas, presunto e etc. Também em temperos prontos e até no delicioso miojo, em quantidade altíssimas!

Conforme vamos tomando ciência de todas essas informações, a tendência é ir consumindo cada vez menos produtos industrializados. O mundo atual exige cada vez mais do nosso tempo, por isso muitas famílias recorrem ao fast-food e alimentos de rápido preparo. Mas agora que você está ciente de tudo isso, teria coragem de continuar sacrificando a saúde de quem mais ama? E mais, conseguiria ficar imóvel e não alertar seus amigos e familiares? Peço sua ajuda nesta luta.

Mas fique tranquilo, nem tudo está perdido. A equipe do Lancheira Saudável também nos trouxe ótimas alternativas para uma alimentação saudável. Quanto mais natural, melhor! Preparar em casa sempre será a melhor opção. Evite ao máximo os industrializados e produtos ricos em gordura e açúcar. Abuse dos vegetais, optando se possível pelos orgânicos, ou seja, produtos livres de agrotóxicos (encontre a feira de orgânicos mais próxima de sua casa: Feira de Orgânicos). E para uma alimentação equilibrada, é necessário que o lanchinho da criança contenha um item de cada grupo descrito na tabelinha abaixo:


Para cada dia da semana escolha um ingrediente de cada grupo e capriche na lancheirinha do seu filho. Um exemplo: Segunda-feira – Torradas, ovinhos de codorna, palitinhos de cenoura e suco natural). E se você não for muito bom com receitas, o Lancheira Saudável preparou um blog recheado de opções. Agora não tem mais desculpas! Acesse: https://receitaslancheirasaudavel.wordpress.com/

E para finalizar, compartilho com vocês uma receitinha de bolinhos de cenoura com passas. Para deixar o lanchinho mais divertido, utilizei aquelas forminhas de silicone e cupcake. Fez o maior sucesso aqui em casa! 🙂


1/2 xícara (chá) de farinha de trigo integral
1/2 xícara (chá) de farinha de trigo branca
1/2 xícara (chá) de farinha de açúcar mascavo
1/2 xícara (chá) de mel
2 colheres (chá) de fermento em pó
1 colher (chá) de canela em pó
1 pitada de sal
1/2 xícara (chá) de óleo
1 gema e 2 claras em neve
1 colher (chá) de baunilha
2 xícaras (chá) de cenoura ralada
1/2 xícara (chá) de uva-passa

Misture bem todos os ingredientes secos e em seguida acrescente os ingredientes líquidos. Coloque a cenoura ralada e passas. Por último, adicione o fermento e as claras em neve, misture levemente. Despeje em forma untada e asse em forno médio até crescer e dourar.
Te convido a curtir a página do Lancheira Saudável e compartilhar essa ideia. Leve o evento até a escola de seu filho, condomínio, igreja, ONG ou comunidade. Vamos fazer a nossa parte e alertar os que nos cercam! 😉

 

Share.

About Author

Daniela Marques é escritora, esposa e mãe de dois. Formada em Design de Interiores e graduanda em Psicologia. Edita e desenvolve conteúdo para os blogs 'Salve Meu Casamento' e 'Educando na Contramão'. Autora dos livros O coração vermelho, Tem princesa que..., Iguais e diferentes e Quando nasce um coração. Ama o que faz! Conheça também suas obras infantis em: Facebook/DaniMarquesEscritora e @danimarques_escritora